O que é delirium?

DELIRIUM

O Delirium ou Estado de confusão mental foi descrito por Hipócrates por volta de 460-366 a.C., sendo um dos primeiros transtornos neurológicos conhecidos. O termo delirium deriva do latim ‘delirare’, que significa “estar fora do lugar”, mas é usado atualmente com o sentido de “estar confuso, distorcendo a realidade, fora de si”.

O ‘delirium’ é uma síndrome neurocomportamental, causada pelo comprometimento transitório da atividade cerebral.

Os principais sintomas são :

  • Alterações da consciência e da atenção;
  • Déficits cognitivos específicos (desorientação temporoespacial, comprometimento da memória, do pensamento e do juízo);
  • Alterações da sensopercepção (distorções ou ilusões visuais, auditivas etc.);
  • Perturbações da psicomotricidade (letargia, movimentos desorganizados);
  • Distúrbios do comportamento e do humor (apatia, irritabilidade, ansiedade ou euforia)
  • Inversão do ciclo de sono-vigília (sonolência de dia, insônia a noite).

É comum que a pessoa com delirium tenha uma fala desconexa ou pouco coerente, gemidos de dor e pouca lucidez. Em delirium longos é comum ocorrerem variações na intensidade dos sintomas e períodos de maior e menor lucidez.

Dentre os idosos admitidos em serviços de emergência, estima-se que cerca de 25% a 60% apresentem delirium em algum momento. Sendo assim, trata-se de um dos sintomas mais comuns em idosos hospitalizados.

Existem inúmeras possíveis causas, sendo as mais comuns:

  • Problemas neurológicos ou endócrinos (Alzheimer, problemas da tireóide, AVC);
  • Infecções em estados avançados (pneumonia, meningite…);
  • Efeitos de medicações;
  • Traumatismo craniano;
  • Passar mais de 24h sem dormir;
  • Síndrome de abstinência de certas drogas ou medicamentos;

O tratamento do delirium consiste em basicamente tratar a causa clínica subjacente, seja ela um distúrbio metabólico, seja a intoxicação ou abstinência de substâncias psicoativas, seja ela uma infecção.

O fato de a causa base ter sido eliminada não quer dizer que o paciente também vai melhorar imediatamente. A perturbação da consciência pode persistir por até 6 semanas após a causa base ser eliminada.

Algumas vezes o paciente apresenta agressividade, alterações de comportamento, sendo necesária sua contenção física no leito para que não se machuque nem machuque outras pessoas. Caso seja necessário o médico pode prescrever medicações para controle dos sintomas.

 


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s